Edson Silva apresenta projeto para banir fogos de artifícios barulhentos

Edson Silva apresenta projeto para banir fogos de artifícios barulhentos

Projeto permite apenas fogos de vista, aqueles que produzem efeitos visuais sem estampidos e que provocam barulho de baixa intensidade. Votação ficou para 2019, pois a Câmara entrou em recesso

De autoria do vereador Edson Silva (PRB), o projeto de lei 62/2018, que proíbe uso de fogos de artifícios barulhentos  na cidade de Cotia, foi apresentado à Câmara na ultima sessão ordinária, que aconteceu  em 11 de dezembro.

De acordo com o projeto será proibido a “utilização, a queima e soltura de fogos de estampidos e de artifícios, de qualquer artefatos pirotécnicos e de efeito sonoro ruidoso”.

Ao justificar o projeto, o vereador Edson Silva argumenta que a proibição visa a proteção a idosos e pessoas com necessidades especiais e de animais de estimação, principalmente cães e gato.  O vereador também destaca que em cidades como São Paulo, Campinas, Ubatuba, Itu, Sorocaba os fogos com estampido já são proibidos e em cidades do estado de Minas Gerais há projetos em tramitação.

O vereador lembra ainda que a queima de fogos pode trazer traumas irreversíveis a animais e pessoas destacando o  número alto de acidentes ocorridos graves e muitas vezes fatais com pessoas que manuseiam rojões. Já os cães que ficam desesperados com o barulho provocado pelos fogos, muitas vezes fogem de seus donos, se perdem, são atropelados ou sofrem traumas como enforcamento nas coleiras e outros problemas.

Ainda de acordo com o projeto, os fogos de vista, ou seja, aqueles que produzem efeitos visuais sem estampidos e aqueles que provocam barulho de baixa intensidade estão liberados.

Toda mudança de hábito, em princípio, desperta receio e desconforto, como foi por exemplo a obrigatoriedade do uso de sinto de segurança ou a alteração na Lei antifumo. Assim como nestes casos, nossa proposta não causará prejuízos aos comerciantes ou desemprego, uma vez que os fogos de vista poderão ser produzidos e vendidos substituindo perfeitamente os outros tipos de artefatos”, finalizou Edson Silva.

O Projeto de Lei só será apreciado pelos demais vereadores no próximo ano, uma vez que a Câmara entrou em recesso  e as sessões só retomam na primeira semana de fevereiro de 2019.

Leia a integra da lei aqui: https://goo.gl/36pahd

Requerimento de Edson Silva garantiu Viatura do SAMU para Cotia

Requerimento de Edson Silva garantiu Viatura do SAMU para Cotia

Desde o dia 31 de agosto, o Distrito de Caucaia do Alto conta com uma base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) em pleno funcionamento e com viatura própria.  A viatura veio por meio de um requerimento do vereador Edson Silva (PRB) que foi a Brasília no em abril de 2017. O vereador  em seu primeiro  mandato, e fez o pedido ao deputado  Herculano Passos (PSD) e este intermediou a verba para a aquisição da viatura.

“Estou muito feliz e honrado”, disse o vereador. “Meu primeiro mandato e minha primeira viagem a Brasília e consegui esse importante serviço para a cidade de Cotia”.

Com este investimento, a Prefeitura de Cotia garante que o socorro, especialmente nos bairros afastados de Caucaia, chegue com mais agilidade. “Este não é só um equipamento importante, ele é fundamental. Pois para quem precisa de socorro, cada minuto é determinante. Vamos salvar vidas com uma equipe preparada, treinada e capacitada para atender quem precisa”, disse o prefeito Rogério Franco.

A nova base funciona 24h, de domingo a domingo, e é a primeira da Regional Oeste a contar com rádio comunicador com tecnologia digital. Uma viatura básica será utilizada nas ocorrências. O veículo conta com pranchas, cilindros de oxigênio, sendo um cilindro portátil, kits de socorro adulto e infantil, desfibrilador automático portátil, aspirador, oxímetro, dextro, talas, cadeira para transporte, entre outros.

Todos os integrantes da equipe do SAMU, além de formação em técnica de enfermagem, passaram pelo Curso de Atendimento Pré-Hospitalar (APH), com duração de 176 horas, além disso, os condutores também são socorristas, com curso APH e têm condições de dar suporte no atendimento, caso necessário.

Vacinação antirrábica para cães e gatos segue até o final do mês, no Setor de Zoonoses

Vacinação antirrábica para cães e gatos segue até o final do mês, no Setor de Zoonoses

Prorrogação é uma oportunidade para quem não conseguiu levar seus animais a um dos postos de vacinação que percorreram os bairros, durante o mês de agosto

A Secretaria de Saúde de Cotia, por meio do Setor de Zoonoses, segue com a vacinação antirrábica para cães e gatos até o final de setembro, diretamente no Setor. A prorrogação é uma oportunidade para quem não conseguiu levar seus animais a um dos postos de vacinação que percorreram os bairros, durante o mês de agosto.

A Campanha de Vacinação terminou no dia 30 de agosto, ocasião em que foram vacinados 36.648 animais, ou seja, 87,2% da população de cães e gatos do município. Devem ser vacinados todos os cães e gatos saudáveis, mesmo que tenham recebido a vacina no ano passado.

“Durante o mês de agosto, percorremos todo o município com postos de vacinação, mantivemos um posto fixo ao lado da Prefeitura. Ainda assim, algumas pessoas não levaram seus animais para serem vacinados. Vamos vacinar diretamente no Setor de Zoonoses até o final deste mês”, disse Ana Marina Lino, coordenadora do Setor.

O balanço da Secretaria mostra que durante a campanha foram vacinados 26.962 cães e 9.675 gatos. Os animais que não foram vacinados contra a raiva devem ser levados à rua Pinhal, 165, Jardim Sabiá, às sextas-feiras, das 9h às 11h e das 13h30 às 15h30 (exceto no dia 7/09). O transporte dos animais deve ser feito por um adulto, gatos devem estar em gaiolas ou caixa de transporte, e os cães, especialmente os de grande porte, devem usar focinheiras.

Serviço:

Vacinação antirrábica até o final de setembro

(somente às sextas-feiras – exceto 7/09)

Das 9h às 11h e das 13h30 às 15h30

Rua Pinhal 165, Jardim Sabiá

Em audiência pública, Prefeitura apresenta documento para regularizar transporte alternativo

Em audiência pública, Prefeitura apresenta documento para regularizar transporte alternativo

Objetivo da gestão Rogério Franco é garantir maior controle do transporte, melhorar os serviços prestados e regularizar itinerários, horários e linhas

A Prefeitura de Cotia, por meio da Secretaria de Transporte e Trânsito (Settrans), apresentou a minuta do Projeto de Lei que trata sobre a permissão do serviço público de transporte coletivo alternativo municipal. O documento foi apresentado durante uma audiência pública, na manhã desta quarta-feira (14/03), na Associação dos Arquitetos, Engenheiros e Técnicos de Cotia (AETEC). O documento será enviado para análise e votação na Câmara Municipal.

Durante a audiência, o engenheiro Gabriel Feriancic, da Sistran – responsável por levantamentos e estudos que culminaram no projeto – apresentou os detalhes da proposta do governo municipal para a futura licitação do transporte coletivo alternativo. No documento consta que o atual modelo de alvará em favor de cooperados da Coorpers Star passará para o modelo de concessão à pessoa jurídica, contratada por meio de licitação.

“A determinação do prefeito Rogério Franco é para melhorarmos o transporte coletivo na cidade, prestando um bom serviço à população. Todo o projeto foi feito pela Sistran e muitas sugestões dos próprios condutores já constam no documento”, disse Joaquim Brechó, titular da Settrans. “O objetivo é que uma empresa seja responsável direta pela permissão do transporte alternativo”, completou.

No documento, a prefeitura cria mecanismos para regular o transporte coletivo alternativo dentro da área de operação, organizando as linhas regulares atuais e futuras, prevendo linhas complementares ao serviço convencional, que hoje é prestado por meio de concessão pela empresa Danúbio Azul.

Quando a licitação for lançada, qualquer empresa poderá participar da concorrência pública, a vencedora e contratada terá um sistema de bilhetagem integrado ao convencional, prevendo, inclusive, a cobrança eletrônica. Também terá que manter uma frota com veículos que atendam às legislações federais, estaduais e municipais de trânsito, como a presença de acessibilidade.

A permissão será concedida por dez anos, podendo ser prorrogada, e a empresa terá que disponibilizar cerca de 100 veículos (micro-ônibus) para atender cerca de 20 linhas, respeitando a quantidade de viagens diárias que estarão previstas em contrato.

Para o presidente da Coopers Star, Wellington dos Santos, a Prefeitura terá mais controle desta modalidade de serviço prestado na cidade. “As questões apresentadas [no projeto] vão sanar muitos problemas atuais. A permissão, que será representada por pessoa jurídica, dará ao gestor mais controle do funcionamento do serviço e faz com que ele funcione melhor”, disse. “Parabéns à Prefeitura pela iniciativa”, completou Wellington.

Participaram da audiência o vereador Professor Osmar, Luciene Alegre, arquiteta da Habitação, Ed Carlos Alves, advogado da Secretaria de Assuntos Jurídicos e Cidadania, bem como dezenas de condutores do transporte alternativo de Cotia.

(Informações e fotos: Prefeitura de Cotia)

Plano de mobilidade segue para apreciação da Câmara de Cotia

Plano de mobilidade segue para apreciação da Câmara de Cotia

Vereador Edson Silva apresentou proposta de integração entre linhas de ônibus com pagamento de apenas uma passagem

No sábado (3/03), a Prefeitura de Cotia realizou a audiência pública para apresentar o Plano Municipal de Mobilidade Urbana. O evento, que aconteceu no auditório do Colégio Madre Iva, foi conduzido pelas Secretarias de Transportes e Trânsito (Settrans) e Habitação e contou com a presença de comerciantes, empresários e lideranças dos segmentos de transportes (táxis, escolares, transporte alternativo e ônibus).

A partir de agora, o Plano segue para apreciação da Câmara Municipal para que Cotia possa ter legislação própria sobre mobilidade urbana e a administração tenha um instrumento de desenvolvimento urbano, nos termos do artigo 182 da Constituição Federal que preconiza que o poder público municipal precisa estabelecer diretrizes que ordenem o desenvolvimento das funções sociais da cidade e garantam o bem-estar de seus habitantes.

“Sabemos o quanto a mobilidade urbana é problemática em Cotia, a Raposo Tavares é só uma parte do problema. Devemos ver a cidade como um todo. O plano é de vital importância, um trabalho que vem sendo elaborado por técnicos. Faz parte da administração traçar novas possibilidades e resolver problemas que atrapalham tanto a população”, disse Joaquim Brechó, titular da Settrans.

Foram apresentadas alternativas para diminuir o trânsito na rodovia Raposo Tavares, como a criação de acessos dentro de bairros, instalação de mini terminais nos bairros, melhoria nas tarifas e ampliação das linhas de ônibus para que mais pessoas utilizem transporte coletivo, além da criação de mais calçadas, acessibilidade.

O Vereador Edson Silva (PRB)  preocupado não só com a mobilidade  e o trânsito cada vez mais pesado na Raposo Tavares, apresentou a proposta de criação de integração entre todas as linha de ônibus da cidade, passando pelo Terminal Metroopolritano, de modo que o usuário pague apenas uma passagem.  Veja no vídeo abaixo:

Diversas perguntas e elogios ao projeto foram levantados na audiência. Um dos assuntos mais recorrentes foi a regulamentação do transporte alternativo. Sobre o assunto, o secretário Brechó informou que no dia 14 de março, às 9h, na Associação dos Arquitetos, Engenheiros e Técnicos de Cotia (AETEC), haverá uma audiência pública direcionada ao assunto.

Compuseram a mesa da audiência, o secretário Joaquim Brechó, o secretário adjunto de Habitação, Onofre Ferreira, o vereador Marcinho Prates, o engenheiro Fernando Fernandes Lobato e Emerson da Silva Andrade e a arquiteta, Luciane Alegre, responsável pela apresentação do plano. O secretário de Relações Governamentais, João dos Santos e os vereadores Marcos Nena, Professor Osmar e Edson Silva, acompanharam a audiência.

 

Balanço da Saúde mostra mais de 217 mil atendimentos nas Unidades Básicas

Balanço da Saúde mostra mais de 217 mil atendimentos nas Unidades Básicas

Na quinta-feira (22/02), o secretário de Saúde de Cotia, Magno Sauter, conduziu uma audiência pública, na Câmara Municipal, para apresentar o balanço do terceiro quadrimestre de 2017. Foram divulgados dados referentes aos atendimentos realizados na atenção básica, exames médicos, farmácia, especialidades, atenção psicossocial, vigilâncias, campanhas de saúde, zoonoses, urgência e emergência, além da contabilidade da pasta, entre outros.

Os números apresentados mostram que a atenção ambulatorial básica realizou 217.706 procedimentos de setembro a dezembro de 2017. Entre os procedimentos estão ações de promoção e prevenção em saúde, procedimentos com finalidade diagnóstica, procedimentos clínicos e cirúrgicos. O atendimento odontológico chegou a 36.676 ao longo do quadrimestre, sendo mais de mil procedimentos cirúrgicos foram realizados no período. A atenção ambulatorial especializada, na Policlínica do Portão e Clínica da Mulher, realizou 106.892 procedimentos no período.

Foto: Vagner Santos/PMC

“Avançamos muito. Algumas especialidades, como oftalmologia que dirimimos a fila e devemos zerar em seis meses. No caso de exame de mamografia, uma vez com o pedido, a paciente faz o exame em menos de um mês”, disse o secretário Magno sobre o resultado do quadrimestre. Ele lembrou a implantação dos mutirões de consultas médicas e exames para enxugar as filas. “Buscamos otimizar os atendimentos, fizemos um overbooking de vagas, pois ainda temos alto percentual de absenteísmo”, completou.

Em relação ao absenteísmo (falta do paciente em consultas e exames agendados), Cotia ainda tem um percentual bastante elevado e que, além de onerar o poder público, trava o serviço de saúde. Um dos grandes desafios da gestão municipal é reverter esta situação. Os números da Saúde mostram que dos 21.013 exames/procedimentos e consultas/especialidade agendados, 7.624 não foram realizados devido à ausência do paciente, levando o percentual de absenteísmo a 36,3%.

Para reverter este cenário, a Secretaria de Saúde lançou mão de uma central de regulação das vagas na Policlínica e, em breve, a Prefeitura vai implantar o serviço de SMS para lembrar os pacientes sobre consultas e exames marcados. “Criamos uma central de inteligência na Policlínica para otimizar e reduzir o absenteísmo”, disse Magno. Por meio dessa central, os pacientes com consultas e exames marcados na Policlínica são contatados e, caso não confirmem presença, o lugar é disponibilizado para outra pessoa.

Na audiência também foram apresentadas as ações e campanhas realizadas: Outubro Rosa, Novembro Azul, Educação Permanente e Humanização, Caminhada Inclusiva, Busca Ativa de Tuberculose, Vacinação contra a Febre Amarela, Cãominhada, Treinamento de fluxo (ressuscitação cárdio pulmonar), Capacitações para realização de teste rápido dengue, administração de medicamentos, Palestra sobre prevenção de câncer de mama e colo de útero, entre outras.

O secretário também respondeu diversos questionamentos do público, dos conselheiros e dos vereadores. No vídeo abaixo,  Magno Sauter respondeu ao vereador Edson Silva questões sobre o o transporte de passageiros para hemodiálise, Samu e agendamento de consultas.

 

Por nove votos, Uber é regulamentado em Cotia

Por nove votos, Uber é regulamentado em Cotia

Projeto de Lei nº 42/2017 determina regras para funcionamento do serviço de transporte individual privado de passageiros

A 3ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Cotia, realizada na última terça-feira, dia 20, foi marcada pela aprovação do Projeto de Lei 42/2017. De autoria dos vereadores Edson Silva (PRB), Fernando Jão (PSDB) e Celso Itiki (PSD), o texto dispõe sobre a regulamentação da prestação do serviço de transporte individual privado de passageiros baseado em aplicativos, como Uber.

Durante o intervalo regimental, os vereadores se reuniram com representantes de taxistas e motoristas de Uber para esclarecer dúvidas sobre o Projeto. Jão lembrou os principais pontos do texto, como exigência de que apenas motoristas de Cotia atuem no Município e cadastro na Prefeitura. “Quem ganha com isso é a comunidade. É uma questão nova que precisa ser enfrentada. Poucas cidades tiveram a ousadia de regulamentar este serviço”, destacou o parlamentar.

O vereador Edson Silva (PRB) lembrou que táxis e outros serviços de transporte de passageiros são úteis à sociedade e a regulamentação é necessária tanto para garantir serviço de qualidade à população quanto para assegurar que os profissionais da área trabalhem com dignidade. “Ganha a população, que agora tem o direito de escolher qual serviço vai usar. São trabalhos dignos, honestos. Precisamos que taxistas e motoristas de aplicativos trabalhem em harmonia, por isso a necessidade de regulamentação”.

Na Tribuna, Celso Itiki (PSD) lembrou que a intenção é realizar estudos, em parceria com o Departamento Municipal de Trânsito, para acertar detalhes sobre a regulamentação, como o número de motoristas de aplicativos autorizados na cidade. “Esse projeto vai ao encontro da necessidade de regulamentação do serviço. Quem ganha é o povo, que vai ter alternativa de transporte e preço”, finalizou Dr. Castor (PSD).

(Da Câmara Municipal de Cotia)

Desempregado? Procure seu novo emprego pelo celular

Desempregado? Procure seu novo emprego pelo celular

Encontrar a vaga de emprego que você procura ou o funcionário que se encaixa no perfil da sua empresa, de forma simples e rápida, agora é possível graças à iniciativa da Secretaria Estadual do Emprego e Relações do Trabalho (SERT). Em novembro de 2017, a Pasta deu início às operações da plataforma Meu Emprego SP. Após dois meses de testes, a ferramenta está disponível para os interessados.

Nesta primeira etapa, serão contemplados 39 municípios da capital paulista e Região Metropolitana, inclusive Cotia. Compatível com todos os sistemas operacionais, a ferramenta permite consultar as vagas disponibilizadas pelas empresas via SERT em qualquer horário e local por meio de dispositivos móveis e computadores de mesa, sem a necessidade de deslocamento até um posto de atendimento físico, poupando tempo e proporcionando comodidade e economia.

Projetado de acordo com o conceito progressive web app (aplicativo progressivo para a web), que se diferencia do nativo porque não necessita ser baixado no celular a partir de uma loja, ou seja, não ocupa espaço nem deixa a conexão lenta. É responsivo, o que significa que se encaixa em qualquer tipo de tela e não requer atualizações. Um ícone na tela inicial facilita a entrada. Os requisitos técnicos garantem a segurança e a confidencialidade dos dados dos usuários.

Ele também notifica os trabalhadores sobre oportunidades de acordo com o perfil e localidade de moradia, facilitando o aproveitamento de candidatos por parte das empresas, aumentando a qualidade de vida e a mobilidade urbana. O sistema conta com respostas automáticas e questões eventualmente pendentes serão sanadas por uma equipe de atendimento telefônico e online.

Empregadores e candidatos poderão se comunicar de modo reservado na própria plataforma. A empresa pode inclusive utilizar a troca de mensagens interna ou enviar SMS (gratuitamente) para os trabalhadores que se candidatarem às oportunidades de emprego.

Na página inicial, em “Profissão”, é possível consultar as oportunidades disponibilizadas pelas empresas, informando também a cidade em que se encontra. Para concorrer, basta se cadastrar e registrar uma senha, de uso pessoal e intransferível, em “Criar minha conta”. Outra opção é “Cadastrar currículo(s)”, que contarão com espaço para o candidato expor sua experiência, quanto mais completo o currículo, mais chances de conseguir uma oportunidade. Empregadores devem optar por “Cadastrar vagas”.

O sistema é integrado com diversas bases de dados oficiais, o que significa dizer que permite a formulação de políticas públicas condizentes com a realidade atual. Os recursos para sua contratação são de origem federal, por meio de um convênio com o Ministério do Trabalho (MTb).

“Identificando que uma determinada região tem grande demanda por um tipo de profissional, por exemplo, é possível pensar em conjunto dentro do Estado para que haja formação de mão de obra específica para essa localidade, atendendo a contento o empregador e criando mais oportunidades para os trabalhadores. É um casamento das necessidades de ambos os públicos”, diz o secretário José Luiz Ribeiro.

Os Postos de Atendimento ao Trabalhador (PATs) espalhados pelo Estado e o sistema Emprega São Paulo/Mais Emprego, também acessado via Internet, continuarão em operação para os cidadãos que já estão adaptados a esses meios.

“O que está sendo oferecida é mais uma alternativa para aproximar o cidadão do mercado de trabalho. Além da quantidade de vagas, o sistema vai permitir também que possamos oferecer oportunidades mais ‘qualificadas’, ou seja, mais profissionais com curso superior, pós-graduação e vivência no exterior. Já temos a expertise em intermediação de mão de obra e outros serviços ao trabalhador e ao setor produtivo. Neste momento, damos um importante passo além”, conclui Zé Luiz.

O MEU EMPREGO SP pode ser acessado pelo endereço eletrônico: www.meuemprego.sp.gov.brv

Municípios com DDD 11 que serão contemplados:

Alumínio, Araçariguama, Arujá, Atibaia, Barueri, Biritiba-Mirim, Bom Jesus dos Perdões, Bragança Paulista, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Carapicuíba, Cotia, Diadema, Embu das Artes, Embu-Guaçu, Ferraz de Vasconcelos, Francisco Morato, Franco da Rocha, Guararema, Guarulhos, Igaratá, Itapecerica da Serra, Itapevi, Itaquaquecetuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jandira, Jarinu, Joanópolis, Jundiaí, Juquitiba, Mairique, Mairiporã, Mauá, Mogi das Cruzes, Morumgaba, Nazaré Paulista, Osasco, Pedra Bela, Pinhalzinho, Piracaia, Pirapora do Bom Jesus, Poá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Salesópolis, Salto, Santa Isabel, Santana de Parnaíba, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, São Lourenço da Serra, São Paulo, São Roque, Suzano, Taboão da Serra, Tuiuti, Vargem, Vargem Grande Paulista e Várzea Paulista.

Veja locais e horários para se proteger contra Febre Amarela

Veja locais e horários para se proteger contra Febre Amarela

Cotia não tem registros da doença mas Prefeitura decidiu fazer bloqueio e intensificar campanha de vacinação por precaução

Até o próximo dia  29/12, das 9h às 16h, a Prefeitura de Cotia, por meio da Secretaria de Saúde, realiza a ação de bloqueio de intensificação vacinal de Febre Amarela (veja cronograma abaixo).

“Não há motivo para pânico. Cotia não apresenta nenhum caso, até o momento, de confirmação da doença em primatas, tampouco em humanos. A medida é cautelar devido às confirmações da doença em macacos encontrados em regiões vizinhas”, disse o secretário de Saúde, Magno Sauter.

De acordo com informações da Vigilância Epidemiológica, o bloqueio tem o objetivo de reduzir a incidência da Febre Amarela Silvestre (FAS), impedir a transmissão urbana e a detecção precoce da circulação viral.  O público-alvo são pessoas com idade a partir de nove meses. Para receber a vacinação, é preciso levar o cartão do SUS e, para menores de 15 anos, é obrigatório apresentar a caderneta de vacinação.

Mulheres que estiverem amamentando bebês com mais de seis meses, podem receber a imunização, no entanto, a amamentação terá que ser suspensa por no mínimo dez dias. A vacina é contraindicada para menores de noves meses de idade, portadores de HIV ou câncer, pacientes em terapêutica imunodepressora: quimioterapia, radioterapia, corticóide em doses elevadas por mais de 2 semanas; doenças autoimunes como lupos, anemia, falciforme, renal crônico, hepatopatas, entre outras), em uso de medicações antimetabólicas como azatioprina e ciclofosfamida), medicamentos modificadores do curso da doença, os biológicos: Infliximabe, Etanercepte, Golimumabe, Certolizumabe, Abatacept, Belimumabe, Ustequinumabe,  Canaquinumabe, Tocilizumabe, Rituximabe), pacientes com história pregressa de doença do timo (miastenia gravis, timoma) e gestantes.

Prefeitura de Cotia vai implantar ‘motolância’ no SAMU

Prefeitura de Cotia vai implantar ‘motolância’ no SAMU

Integrantes da equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Cotia participaram do curso de formação para motociclistas voltado a profissionais do SAMU com formação em enfermagem. O objetivo do curso – ministrado pelo Grupo de Motolância Atendimento de Urgência (GMAU) de Guarulhos – é dar capacitação com técnicas de pilotagem e atendimento em primeiros-socorros em motocicleta.

A participação de Cotia vem ao encontro do novo projeto da Prefeitura de Cotia, por meio da Secretaria de Saúde, que é implantar o serviço de motolância no SAMU da cidade. “Com profissionais habilitados e treinados para este tipo de atendimento, teremos condições de chegar mais rapidamente a locais afastados e já iniciarmos os primeiros-socorros”, disse Magno Sauter, secretário de Saúde. “Se for o caso de remoção do paciente, este já estará sendo atendido até a chegada da ambulância”, completou.

Cotia conta com três enfermeiros do SAMU capacitados e aprovados pelo GMAU. Todos passaram por um curso de 60 horas e, para dar início ao serviço de motolância, a Secretaria de Saúde já solicitou a aquisição de duas motocicletas. “O primeiro passo, e o mais difícil, dada a dificuldade e exigência do treinamento, já foi dado. Assim que as motocicletas chegarem implantaremos a motolância de imediato”, completou Magno Sauter.