Balanço da Saúde mostra mais de 217 mil atendimentos nas Unidades Básicas

Balanço da Saúde mostra mais de 217 mil atendimentos nas Unidades Básicas

Na quinta-feira (22/02), o secretário de Saúde de Cotia, Magno Sauter, conduziu uma audiência pública, na Câmara Municipal, para apresentar o balanço do terceiro quadrimestre de 2017. Foram divulgados dados referentes aos atendimentos realizados na atenção básica, exames médicos, farmácia, especialidades, atenção psicossocial, vigilâncias, campanhas de saúde, zoonoses, urgência e emergência, além da contabilidade da pasta, entre outros.

Os números apresentados mostram que a atenção ambulatorial básica realizou 217.706 procedimentos de setembro a dezembro de 2017. Entre os procedimentos estão ações de promoção e prevenção em saúde, procedimentos com finalidade diagnóstica, procedimentos clínicos e cirúrgicos. O atendimento odontológico chegou a 36.676 ao longo do quadrimestre, sendo mais de mil procedimentos cirúrgicos foram realizados no período. A atenção ambulatorial especializada, na Policlínica do Portão e Clínica da Mulher, realizou 106.892 procedimentos no período.

Foto: Vagner Santos/PMC

“Avançamos muito. Algumas especialidades, como oftalmologia que dirimimos a fila e devemos zerar em seis meses. No caso de exame de mamografia, uma vez com o pedido, a paciente faz o exame em menos de um mês”, disse o secretário Magno sobre o resultado do quadrimestre. Ele lembrou a implantação dos mutirões de consultas médicas e exames para enxugar as filas. “Buscamos otimizar os atendimentos, fizemos um overbooking de vagas, pois ainda temos alto percentual de absenteísmo”, completou.

Em relação ao absenteísmo (falta do paciente em consultas e exames agendados), Cotia ainda tem um percentual bastante elevado e que, além de onerar o poder público, trava o serviço de saúde. Um dos grandes desafios da gestão municipal é reverter esta situação. Os números da Saúde mostram que dos 21.013 exames/procedimentos e consultas/especialidade agendados, 7.624 não foram realizados devido à ausência do paciente, levando o percentual de absenteísmo a 36,3%.

Para reverter este cenário, a Secretaria de Saúde lançou mão de uma central de regulação das vagas na Policlínica e, em breve, a Prefeitura vai implantar o serviço de SMS para lembrar os pacientes sobre consultas e exames marcados. “Criamos uma central de inteligência na Policlínica para otimizar e reduzir o absenteísmo”, disse Magno. Por meio dessa central, os pacientes com consultas e exames marcados na Policlínica são contatados e, caso não confirmem presença, o lugar é disponibilizado para outra pessoa.

Na audiência também foram apresentadas as ações e campanhas realizadas: Outubro Rosa, Novembro Azul, Educação Permanente e Humanização, Caminhada Inclusiva, Busca Ativa de Tuberculose, Vacinação contra a Febre Amarela, Cãominhada, Treinamento de fluxo (ressuscitação cárdio pulmonar), Capacitações para realização de teste rápido dengue, administração de medicamentos, Palestra sobre prevenção de câncer de mama e colo de útero, entre outras.

O secretário também respondeu diversos questionamentos do público, dos conselheiros e dos vereadores. No vídeo abaixo,  Magno Sauter respondeu ao vereador Edson Silva questões sobre o o transporte de passageiros para hemodiálise, Samu e agendamento de consultas.

 

About the Author